*
 

Marcos Antônio da Silva, 28 anos, namorado de Kelly Cristina Cadamuro, 22, disse ter ficado em choque ao saber que a companheira tinha sido assassinada. “Nunca poderia imaginar uma atrocidade dessas”, afirmou, em entrevista ao Fantástico veiculada na noite de domingo (5/11).

Kelly Cristina Cadamuro morava em Guapaiaçu, na região de São José do Rio Preto (SP), e estava desaparecida desde a tarde de quarta-feira (1º/11), quando combinou uma viagem pelo aplicativo para Minas Gerais.

De acordo com o engenheiro civil, Kelly sempre perguntava se ele conhecia as pessoas as quais ela daria carona. “Justo dessa vez, ela não mandou”.

Segundo a Polícia Militar, a jovem estava seminua, com a cabeça mergulhada em um córrego, quando foi encontrada. A calça que ela usava foi achada a 3km do local em que corpo estava.

O assassino, preso no dia seguinte ao crime, foi agredido na prisão, na noite de sábado (4/11). Jonathan Pereira do Prado, 33 anos, estava em uma cela no Presídio de Frutal (MG) e sofreu um corte na cabeça.

 

 

COMENTE

ViolênciaassassinatoKelly Cadamuro
comunicar erro à redação