Mulher em coma há 21 anos pode ser menina desaparecida no ES

Clarinha foi internada após ser atropelada por um ônibus em 2000. Verdadeira identidade nunca foi revelada, mas isso pode estar perto do fim

atualizado 05/08/2021 8:53

Clarinha está em estado de coma há cerca de 21 anos, após ser atropelada por um ônibusReprodução/ Fantástico

Uma mulher que está internada em estado vegetativo há 21 anos pode ter sido uma menina desaparecida em Guarapari, no Espírito Santo.

Chamada de Clarinha, a mulher foi atropelada em junho de 2000 por um ônibus, enquanto supostamente fugia de um perseguidor não identificado. Ela chegou ao hospital sem identidade e, desde então, está em coma.

Nunca se soube a verdadeira identidade da vítima e quem são seus familiares, mas isso pode estar próximo do fim.

No ano passado, uma equipe de papiloscopistas da Força Nacional de Segurança Pública usou técnicas de comparação facial e encontrou semelhanças físicas a de uma criança de 1 ano e 9 meses desaparecida em Guarapari, no ano de 1976.

“Na época dos fatos, a família dela, que é de Minas Gerais, passava férias no Espírito Santo”, esclareceu o Ministério Público do Espírito Santo (MPSP), que também atua no caso.

O MPES enviou o material para a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), que mantém arquivado o perfil genético dos pais da criança desaparecida, e, agora, aguarda os resultados do exame. (Com informações dos jornais O Globo e A Gazeta)

Últimas notícias