MPF denuncia policial militar “Tiozão” por tráfico de armas

Policiais abordaram a moto de um homem contratado pelo PM para praticar os delitos. Eles encontraram armamento e munições

atualizado 27/03/2020 19:04

O Ministério Público Federal no Espírito Santo denunciou o policial militar Luiz Felipe de Mattos Maciel, conhecido como “Tiozão”, por tráfico internacional de armas. Ele foi preso pela Polícia Federal na última terça-feira (24/03) e é acusado de financiar a importação de armas de fogo, munições e carregadores de pistola do Paraguai.

O crime foi descoberto no dia 5 de setembro de 2019, no município de Mimoso do Sul, quando agentes da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar abordaram a moto conduzida por Willian de Amorim Rangel, que havia sido contratado por Tiozão para transportar o material.

Willian saiu de Cariacica e foi de moto a Foz do Iguaçu (PR) buscar as armas e munições. Ele já foi condenado pela Justiça por conta desse caso.

Durante a abordagem, o nervosismo apresentado por Willian fez com que os policiais promovessem buscas no veículo, onde foi localizado um compartimento não original aberto no quadro metálico da moto.

Foram encontradas três pistolas .40; três pistolas .45; 24 seletores de rajada para pistola; oito carregadores para pistola .40; cinco carregadores para pistola .45; e 134 cartuchos de munição de arma de fogo .45.

De acordo com as investigações, Tiozão prestou “contribuição essencial à prática do delito, mantendo contato constante com Willian e financiando o pagamento de um problema mecânico ocorrido na motocicleta durante a viagem”.

Últimas notícias