Motorista que atropelou passista responderá por homicídio culposo

Kianne Colins, conhecida como Kin, foi atingida pelo carro quando voltava para casa, na zona norte do Rio. Jovem era passista da Beija-Flor

atualizado 01/11/2021 10:29

Reprodução

Rio de Janeiro – O motorista que atropelou a passista da Beija-Flor Kianne Colins, conhecida como Kin, foi autuado por homicídio culposo, quando não se tem intenção de matar. A jovem morreu na madrugada deste sábado (30/10), em Parada de Lucas, na zona norte do Rio de Janeiro, quando retornava para casa depois de uma festa.

O condutor do veículo que atropelou a passista permaneceu no local e prestou socorro à vítima. Mas Kin não resistiu aos ferimentos e morreu. A Polícia Civil ouviu o motorista, que não teve o nome revelado, logo após o ocorrido.

0

A passista foi atingida pelo veículo quando voltava de uma festa com amigos e estava a poucos metros de casa. O enterro de Kin aconteceu nesse domingo (31/10), no Cemitério de Olinda, em Nilópolis, na Baixada Fluminense, e foi cercado de emoção.

“Deus me deu, Deus tomou! Que dor no meu peito”, escreveu a mãe da passista nas redes sociais.

Beija-Flor faz homenagem

A Beija-Flor, que era chamada de “segunda casa” por Kin, homenageou a passista nas redes sociais. A escola do Grupo Especial do Carnavak do Rio disse que a componente era “mais uma flor desse jardim imenso que é Nilópolis!”.

“Essa flor hoje foi colhida pelo criador, enfeitando agora a casa do pai. Choramos de saudade, agradecemos em gratidão! A todos os familiares e amigos, nossos sentimentos profundos”, diz o texto.

Porta-bandeira da escola de Nilópolis, Selminha Sorriso comentou sobre a morte da passista e deixou uma mensagem de apoio aos familiares de Kin.

“Meus sentimentos, minha linda! Deus te abençoe e receba com todo o seu amor”, afirmou Selminha Sorriso.

Mais lidas
Últimas notícias