Moro: “Valeixo estava cansado de ser assediado por Bolsonaro”

O ex-ministro da Justiça fez novo post no Twitter no fim da tarde desta sexta-feira defendendo o ex-diretor da Polícia Federal

atualizado 24/04/2020 19:34

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro, que pediu demissão nesta sexta-feira (24/04), voltou a defender o agora ex-diretor da Polícia Federal Maurício Valeixo. Em post no Twitter, Moro alegou que Valeixo estava “cansado de ser assediado” por Jair Bolsonaro para ser substituído. ” De fato, o diretor da PF Maurício Valeixo estava cansado de ser assediado desde agosto do ano passado pelo Presidente para ser substituído. Mas, ontem, não houve qualquer pedido de demissão, nem o decreto de exoneração passou por mim ou me foi informado”, afirmou o ex-ministro.

O post fez uma referência a um momento, em agosto do  ano passado, no qual Jair Bolsonaro afirmou: “Eu dou liberdade para os ministros todos. Mas quem manda sou eu”. Na ocasião, o presidente tentou convencer Moro a trocar Valeixo, logo após disputa para substituir o superintendente da PF no Rio de Janeiro.

Últimas notícias