Moro e Eduardo Leite se encontram em meio a indefinições da 3ª via

"Necessidade de união do centro", escreveu o ex-ministro em publicação no Twitter. Os dois seguem cogitados como possíveis candidatos

atualizado 02/04/2022 14:41

sérgio moro e eduardo leite, em encontro para falar de políticaReprodução

O ex-ministro e ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) esteve reunido neste sábado (2/4) com o ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB). O encontro entre os dois ocorre em meio a movimentações políticas e tentativas de definição da chamada terceira via.

Em publicação no Twitter, Moro, que anunciou nesta semana a saída do Podemos para se filiar ao União Brasil, informou que os dois conversaram sobre o momento político e a necessidade de união do centro para enfrentar a polarização entre Lula e Bolsonaro nas eleições deste ano.

Eduardo Leite perdeu as prévias do PSDB, que definiram o ex-governador de São Paulo, João Doria (PSDB), como pré-candidato à presidência. Apesar disso, ele segue ativo nas articulações e movimentos de bastidor, mirando numa possível mudança no dia da convenção.

Racha tucano

O racha no partido, protagonizado pelos grupos de Doria e Leite, ficou evidenciado em dois episódios na última semana. O primeiro foi quando Eduardo anunciou a saída do governo do Rio Grande do Sul, ainda sem uma pré-candidatura definida, e, mais do que isso, informando que permanecerá no PSDB.

A iminência de um enfrentamento entre as alas tucanas e a possibilidade de derrota de Doria no dia da convenção partidária foi o que teria motivado o segundo episódio. O ex-governador de São Paulo cogitou desistir da pré-candidatura, na quinta-feira (31/3), último dia que ele teria para renunciar ao cargo.

O presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, emitiu uma carta de compromisso para repactuar os acordos dentro do partido e, ao mesmo tempo, afagar Doria para que ele seguisse como o pré-candidato dos tucanos. Araújo deixou no ar, no entanto, a legitimidade das movimentações de Eduardo Leite.

Movimentação de Moro

Enquanto isso, Sergio Moro, que era pré-candidato à Presidência pelo Podemos anunciou a saída do partido para entrar no União Brasil, presidido por Luciano Bivar, antigo PSL.

Moro chegou à nova sigla em meio ao burburinho de que ele teria deixado o projeto de candidatura à presidência de lado para focar numa pré-campanha para deputado, possivelmente pelo estado de São Paulo.

Nessa sexta-feira (1º/4), ele fez um pronunciamento nas redes sociais dizendo que não desistiu de nada, alimentando a ideia de que pode seguir como pré-candidato, mas em um novo partido.

Os dois, tanto Moro quanto Leite, seguem indefinidos e movimentando as possibilidades dentro da terceira via.

Mais lidas
Últimas notícias