Incêndios na Amazônia são normais nesta época, diz Ernesto Araújo

Ministro das Relações Exteriores afirmou ainda que presidente Jair Bolsonaro (PSL) não culpa as ONG's pelas queimadas na floresta

Marcos Corrêa/PRMarcos Corrêa/PR

atualizado 04/09/2019 17:38

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse à emissora americana CNN nesta quarta-feira (04/09/2019) que o aumento das queimadas nesta época do ano são normais por causa das condições climáticas.

Em entrevista à jornalista Christiane Amanpour, Araújo afirmou que uma boa parte das discussões em relação à Amazônia começa “de falsas premissas”. “Queimadas e desmatamento não são a mesma coisa”, afirmou.

Para o chanceler, há um grande engajamento político nas críticas da atuação do governo com relação às queimadas. “Estão usando politicamente a questão da Amazônia”, disse.

Ele afirmou que, em sua visão, “não é verdade que outros governos fizeram mais para preservar a Amazônia”.

Araújo ressaltou também que o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) não culpa as ONGs pelas queimadas. Em agosto, o presidente Bolsonaro levantou suspeita sobre as entidades: “Pode estar havendo, não estou afirmando, ação criminosa desses ‘ongueiros‘ para exatamente chamar a atenção contra a minha pessoa, contra o governo do Brasil. Essa é a guerra que nós enfrentamos”, afirmou, na ocasião, a jornalistas na saída do Palácio da Alvorada.

O ministro disse ainda que o governo reconhece que o ecossistema da Amazônia é importante e que deseja levar à região desenvolvimento. “Desenvolvimento não significa desmatamento”, afirmou.

Últimas notícias