“Marcelo Queiroga reza na mesma cartilha”, diz Pazuello

O atual e o futuro ministro da Saúde acompanham a entrega das primeiras 500 mil doses de vacina contra Covid produzidas pela Fiocruz, no Rio

atualizado 17/03/2021 12:06

Marcelo Queiroga e o ministro da saúde PazuelloIgo Estrela/Metrópoles

Rio de Janeiro – O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e o futuro titular da pasta, médico Marcelo Queiroga, recebem, nesta quarta-feira (17/3), no Rio de Janeiro, as primeiras doses da vacina contra a Covid-19 fabricadas em Bio-Manguinhos, na Fiocruz, no Rio de Janeiro.

O lote, com 500 mil de doses do imunizante, vai ampliar a vacinação contra a doença pandêmica, no país.

Para marcar o feito, Pazuello e Queiroga estão na sede da Fiocruz, com a presidente da instituição, Nísia Trindade, e com o diretor de Bio-Manguinhos, Mauricio Zuma. Na agenda, eles visitarão o local de fabricação das vacinas, antes de acompanhar a saída das doses da fábrica.

0

Ainda no cargo, Pazuello elogiou o sucessor. “Marcelo Queiroga reza na mesma cartilha”, disse.

Presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), Marcelo Queiroga foi escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para assumir o Ministério da Saúde e garantiu, na terça-feira (16/3), que “executará a política do governo”.

Eduardo Pazuello deixa a pasta após ser criticado pela forma como conduz o enfrentamento à pandemia no país. O atual titular da Saúde disse que não pediu para ir embora, mas que o mandatário da República estava “reorganizando a pasta”. “O cargo é do presidente da República. E, sim, o presidente está pensando em nomes”, assinalou.

Últimas notícias