Mãe não sabia da gravidez de jovem morta pelo ex: “Batia direto”

Segundo a investigação, o principal suspeito da morte de Yasmin Bialik é o ex-marido, que fugiu após o assassinato em Água Limpa (GO)

atualizado 21/09/2021 16:23

goias filho de vereador suspeito de matar a ex-mulher gravidaReprodução: TV Anhanguera

Goiânia – A mãe de uma jovem de 21 anos, que teria sido morta pelo ex-marido, em Água Limpa, no sul de Goiás, disse que o suspeito era constantemente violento. A mulher só descobriu que a filha estava grávida após o enterro. Segundo a polícia, o suspeito continua foragido nesta terça-feira (21/9) e teria praticado o crime no último sábado (18/9).

Gláucia Silva continua desacreditada e clama por Justiça desde que soube da morte de Yasmin Bialik. A polícia aponta que o suspeito é Marco Aurélio Leones Barbosa, filho do vereador Hudnal Rodrigues (DEM). Segundo a investigação, ele teria atirado pelo menos seis vezes contra ela antes de fugir.

“Ele batia direto nela. Ela vivia à base de chantagem e terror psicológico. Minha Filha tinha medo de sair de casa”, disse a mãe da jovem morta ao G1.

Fim do relacionamento

O crime teria sido cometido porque o ex-marido não aceitava o fim do relacionamento. Testemunhas contaram que a jovem morta estava na rua quando o homem chegou de moto, fez os disparos e, na sequência, fugiu em uma motocicleta branca.

De acordo como a PM, no momento em que os policiais chegaram ao local, encontraram a vítima morta após sofrer vários disparos de arma de fogo. Testemunhas disseram aos militares que o ex-marido disparou cerca de seis vezes contra a mulher antes de fugir.

Ainda segundo o relato de testemunhas à corporação, o homem já teria ameaçado matar a vítima outras vezes, já que, conforme relataram, ele não aceitava o fim do relacionamento.

Um laudo do Instituto Médico Legal (IML) confirmou que a jovem estava grávida de 3 meses. O Metrópoles não conseguiu identificar contatos nem da defesa nem do pai do suspeito para se manifestarem.

Últimas notícias