Mãe de brasileiros mortos no Chile faleceu horas antes da tragédia

Família estava no país vizinho para comemorar o aniversário da filha. Eles decidiram retornar ao Brasil após receber a notícia

atualizado 23/05/2019 17:51

Horas antes de passarem mal e serem encontrados mortos em um apartamento de Santiago, no Chile, a família de brasileiros havia recebido a notícia da morte da matriarca Iete Isabel Muniz. Vítima de câncer, ela morreu em Santa Catarina na madrugada dessa quarta-feira (22/05/2019).

Segundo a parente Noemi Fortunato Nascimento, que divulgou o nome dos familiares, as vítimas pretendiam acompanhar a despedida de Iete, que é mãe de Débora Muniz, 38 anos, e Jonathas Nascimento. Os dois eram mãe e padrinho da aniversariante, Karoliny Nascimento de Souza, que completaria 15 anos.

Fabiano de Souza, 41, e Felipe Nascimento de Souza, 13, pai e irmão da aniversariante, respectivamente, também participavam da viagem, assim como a mulher de Jonathas, Adriane Krueger, 27. Todos os seis morreram na tragédia.

“Quando tudo estava acontecendo lá no Chile, nós estávamos velando a mãe deles aqui no Brasil. Eles iriam voltar para o velório”, contou Noemi. Iete Isabel foi cremada na madrugada de quarta.

Entenda o caso
Seis brasileiros foram encontrados mortos nessa quarta-feira (22/05/2019) dentro de apartamento alugado na capital chilena. Os investigadores suspeitam que um vazamento de gás (monóxido de carbono) tenha causado a morte da família.

As vítimas são um casal de moradores da Grande Florianópolis e seus dois filhos adolescentes, além do irmão da mulher e a cunhada dela, que moravam em São Paulo.

Últimas notícias