metropoles.com

Lula defende investigar financiadores de atos contra resultado da eleição

Presidente eleito, Lula se reuniu com chefes dos Poderes nesta quarta-feira (9/11), em Brasília

atualizado

Compartilhar notícia

Breno Esaki/Especial Metrópoles
Presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, acompanhado de autoridades, concede entrevista coletiva após reunião com o presidente do TSE Alexandre de Moraes 7
1 de 1 Presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, acompanhado de autoridades, concede entrevista coletiva após reunião com o presidente do TSE Alexandre de Moraes 7 - Foto: Breno Esaki/Especial Metrópoles

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, nesta quarta-feira (9/11), que “é preciso detectar quem está financiando esses protestos que não têm pé nem cabeça”. O petista fez referência às manifestações antidemocráticas que ocorrem pelo país, de apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) que contestam o resultado das eleições.

“Essas pessoas que estão protestando não têm por que protestar; essas pessoas deviam dar graças a Deus pela diferença ter sido menor do que aquilo que nós merecíamos de voto”, disse Lula.

Veja o momento:

Lula se reuniu no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o presidente da Corte, ministro Alexandre de Moraes. O petista passou o dia em Brasília, onde teve encontros com diversas autoridades. É a primeira visita do político à capital federal desde a vitória no segundo turno, em 30 de outubro.

A ida ao TSE foi o último compromisso público do presidente eleito no dia. Antes, ele se encontrou com os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

0

 

Mais cedo, reuniu-se com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP- AL). Na reunião, considerada “protocolar” pelos aliados do petista, Lira ressaltou sua preferência pela Proposta de Emenda à Constituição (PEC) de Transição, ao invés da abertura de crédito por meio de uma Medida Provisória para viabilizar o Bolsa Família de R$ 600 no ano que vem e cumprir outros compromissos de campanha.

Lula se encontrou ainda com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). O assunto também foi o Orçamento federal do ano que vem, num esforço por uma solução que possa ser colocada em prática no pouco tempo que falta para o encerramento do ano legislativo.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?