metropoles.com

MBL processa Jean Wyllys por acusar grupo de “formação de quadrilha”

Ação será ajuizada na vara criminal da comarcar do Rio de Janeiro. MBL pede que ex-deputado federal explique e comprove a alegação

atualizado

José Cruz/Agência Brasil

O Movimento Brasil Livre (MBL) vai processar o ex-deputado federal Jean Wyllys (foto em destaque) por ter classificado, em uma rede social, de “formação de quadrilha” a participação do ex-ministro da Justiça Sergio Moro em um congresso do grupo.

Wyllys comentou uma notícia veiculada na imprensa com o título “Moro se junta ao MBL e Danilo Gentili visando 2022″. O comentário já teve mais de 700 curtidas.

Jean Wyllys chama participação de Moro em Congresso do MBL de "formação de quadrilha"
Jean Wyllys chama participação de Moro em Congresso do MBL de “formação de quadrilha”

O movimento pede ao juizado especial criminal da comarca do Rio de Janeiro que o ex-deputado federal seja interpelado judicialmente para explicar a alegação e provar a existência de uma “quadrilha”.

“É dúbia e ambígua a narrativa e afirmação […], motivo pelo qual a presente Interpelação Judicial se faz imperiosa, uma vez que não fica claro se as ilações ventiladas pelo Requerido tentam imputar ao Requerente, ao Movimento e seus membros condutas ilícitas, imorais e criminosas, sendo indiscutível que as imputações levantadas pelo Interpelado podem consistir em calúnia, injúria e difamação, podendo ter sido realizadas de forma intencional, racional e orquestrada por ele”, afirma o MBL, na ação obtida pelo Metrópoles.

Leia a íntegra:

Interpelação Judicial Criminal – Alexandre Santos MBL x Jean Willys (03.11.21) by Tacio Lorran Silva on Scribd






Quais assuntos você deseja receber?