CNMP abre outro processo disciplinar contra Deltan. Agora, são 23

Representação foi feita pelo senador Renan Calheiros, alegando que o procurador tentou interferir em sua candidatura ao Senado em 2018

Daniel Ferreira/Metrópoles

atualizado 10/12/2019 15:57

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) instaurou um novo Processo Administrativo Disciplinar (PAD) contra o coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba (PR), Deltan Dallagnol. Agora, somadas às outras, o procurador responde a 23 denúncias no órgão.

A abertura do processo foi comunicada em sessão no plenário, nesta terça-feira (10/12/2019). A representação foi apresentada pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL). Até agora, Dallagnol sofreu apenas uma advertência entre todos os processos.

A ação apresentada ao CNMP se deve a declarações do procurador nas redes sociais na época das eleições de 2018 e também no período em que Calheiros disputou a presidência do Senado com Davi Alcolumbre (DEM-AP). Nas manifestações, Dallagnol atacava duramente o senador.

O senador alega que Dallagnol tentou interferir nas eleições, prejudicando a candidatura, o que seria uma forma de exercer atividade política, atuação proibida a integrantes do Ministério Público.

Últimas notícias