*
 

O julgamento do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e da esposa Adriana Ancelmo começou nesta terça-feira (4/12) e a previsão é que acabe apenas na quarta-feira (5/12). Cabral, a esposa e outras dez pessoas foram condenadas no processo da Operação Calicute.

O ex-governador foi condenado pelo juiz Marcelo Bretas da 7ª Vara Federal Criminal do Rio a 45 anos e 2 meses de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A informação é do jornal O Globo.

Adriana Ancelmo foi condenada em primeira instância a 18 anos e 3 meses de reclusão, além de 776 dias-multa com valor de um salário-mínimo, por lavagem de dinehiro e associação criminosa. Mas em outro processo, na Vara Federal de Curitiba ela foi absolvida por Sergio Moro sob a alegação de falta de provas do envolvimento no esquema.

Segundo a reportagem, logo no início, o relator Abel Gomes pediu a dispensa da leitura do relatório por ser muito longo. O Ministério Público Federal (MPF), então, começou a expor seu posicionamento. No julgamento a acusação falou primeiro e teve 15 minutos para argumentar sobre cada um dos réus. Foi seguida pela defesa que teve 15 minutos para a sustentação. O ex-governador e a ex-primeira dama não estavam presentes.