Alexandre de Moraes critica projeto que enfraquece punição de crimes

Para o ministro do STF, a liberdade de criminosos não pode ser uma alternativa para acabar com a lotação dos presídios brasileiros

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 28/11/2018 9:36

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), criticou nesta terça-feira (27/11) o projeto de lei que “afrouxa a punição” a crimes, incluindo os de colarinho branco. Para o magistrado, não se pode apoiar a libertação de criminosos devido à lotação no sistema prisional brasileiro. A informação é do site O Antagonista.

“Nós não podemos, a meu ver, apoiar que, em virtude do excesso de lotação, que se solte criminosos. Isso não é lógico do ponto de vista do combate à criminalidade. O que deve ser feito é analisar se todos que lá estão presos precisam ser presos”, disse o ministro.

Alexandre de Moraes participou de uma reunião com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para discutir medidas de segurança pública.

O ministro da Suprema Corte ainda defendeu alternativas de punição para crimes leves, já que um terço dos cerca de 720 mil presos no sistema carcerário brasileiro estão em presídios por crimes sem violência ou grave ameaça.

Últimas notícias