Justiça nega prisão preventiva de homem que roubou bicicleta no Leblon

Igor Pinheiro foi localizado após um homem negro de ter sido acusado injustamente de ser o responsável pelo furto da bicicleta elétrica

atualizado 18/06/2021 15:55

roubo de bicicleta rioReprodução/Vídeo/O Globo

A Justiça do Rio de Janeiro negou o pedido de prisão preventiva do homem que foi flagrado por câmeras de segurança roubando bicicleta elétrica no Leblon, Zona Sul do Rio.

Igor Martins Pinheiro, de 22 anos, foi preso após repercussão do caso em que um casal acusou um homem negro injustamente de ter cometido o crime. O rapaz apontado como verdadeiro autor do roubo, que é branco, que tem 28 anotações criminais, sendo 14 delas por furto de bicicletas.

Para a juíza Simone de Araújo Rolim, da 29ª Vara Criminal do Rio, a prisão não se justifica porque o crime não foi praticado com violência ou grave ameaça.

A decisão, confirmada pelo jornal O Dia, acrescenta ainda que o rapaz foi reconhecido por policiais civis, que apuram crimes parecidos e poderia gerar confusão.

Racismo

O caso veio à tona após um casal acusar o instrutor de surfe Matheus Ribeiro de ser o responsável pelo crime. Matheus gravou os jovens o acusando e publicou no Instagram. O vídeo viralizou.

Após a repercussão do caso, a Polícia Civil do Rio prendeu Igor Pinheiro. Um vídeo localizado pela equipe 14ª DP (Leblon) registra o momento em que o homem, que é branco, arromba o cadeado e sai pedalando com a bicicleta elétrica pelas ruas do Leblon.

Últimas notícias