João de Deus deve retornar à prisão domiciliar nesta terça, diz defesa

Condenado por crimes sexuais foi preso pela segunda vez em 26 de agosto. Ele está recolhido no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia

atualizado 14/09/2021 17:12

João de DeusFilipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

Goiânia – A defesa do médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, de 79 anos, afirma que conseguiu, na Justiça, a reversão da prisão dele de regime fechado para domiciliar por meio de habeas-corpus. De acordo com os advogados, ele deve ser solto ainda nesta terça-feira (14/9). Mas ainda não há nenhuma confirmação oficial.

Ele está preso desde o dia 26 de agosto no Núcleo de Custódia, do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital goiana.

João é condenado a mais de 64 anos de prisão por diversos crimes sexuais e já foi preso por duas vezes, depois de um escândalo sexual em que mais de 320 mulheres o denunciaram.

0

A última prisão foi relacionada a uma denúncia do Ministério Público de Goiás (MPGO) por estupro de oito mulhres.

Os advogados do médium já aguardam sua liberdade em frente ao presídio. A Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP) ainda não foi notificada. A notificação ocorre de forma eletrônica. O documento com o texto da decisão ainda não foi divulgado, pois o caso é considerado sigiloso.

Exposição pública

A decisão pela prisão domiciliar de João de Deus foi anunciada por meio de nota de sua defesa. Em nota, os advogados afirmam que a decisão reforçou o entendimento com base na dignidade da pessoa humana, já que o médium possui diversas doenças crônicas.

Os advogados Anderson Van Gualberto de Mendonça e Marcos Maciel Lara repudiaram em nota a exposição do cliente, que chamam de espetáculo público e a consideram como cruel e desarrazoada.

Últimas notícias