Homens acusados de cárcere privado e golpe por Pix são presos em SP

O caso aconteceu em Brasilândia, zona norte da cidade. Sequestro teria acontecido após um encontro marcado em aplicativo de relacionamento

atualizado 14/08/2022 18:58

PIXAline Massuca/Metrópoles

A Polícia Militar de São Paulo prendeu dois homens suspeitos de sequestrar uma pessoa e mantê-la em cárcere privado em troca de dinheiro através do Pix. O caso aconteceu em Brasilândia, zona norte da cidade.

Segundo a PM, a dupla foi detida na rua Desembargador Lauro Malheiro e o homem feito de refém não ficou ferido, de acordo com o G1. Os agentes ainda não sabem se a vítima chegou a fazer algum tipo de transferência de dinheiro para os criminosos, mas a suspeita é de que o sequestro teria acontecido após um encontro marcado em um aplicativo de relacionamento.

Criminosos se passavam por mulher

No início do mês, Brasilândia registrou um outro caso de golpe. Um homem foi resgatado no dia 4 de agosto após marcar um encontro com uma suposta mulher pelo aplicativo de relacionamento Tinder.

De acordo com a Polícia Militar, ao chegar ao local marcado por volta das 21h, a vítima foi rendida por um grupo de quatro homens e colocado no banco de trás do carro.

Os criminosos estavam levando o homem para um cativeiro quando o carro foi interceptado pela Polícia Militar, após desconfiarem das atitudes dos integrantes do bando.

Após uma perseguição, um criminoso foi detido e outros três conseguiram fugir. O criminoso capturado era o motorista do carro, que chegou a invadir a edícula de uma residência antes de ser preso.

A investigação está sendo feita pela 45º Distrito Policial e segundo os agentes que atenderam a ocorrência, o grupo não chegou a fazer Pix, saques ou transferência bancárias.

Mais lidas
Últimas notícias