Um militar identificado como André Luiz mantém, desde às 20h dessa terça-feira (14/05/2019), a esposa e os dois filhos reféns no apartamento onde moram, na zona norte do Rio de Janeiro. De acordo com informações do jornal O Globo, homens da força de segurança do estado estão no local e tentam negociar com o tenente-coronel do Exército a libertação da família.

De acordo com informações de moradores da região, na noite dessa terça, Luciana Arminda gritava por socorro de dentro do apartamento quando os vizinhos decidiram chamar a polícia. Ela teria sido agredida pelo companheiro. Ainda segundo eles, o militar estaria armado e fazia ameaças à mulher.

O prédio está cercado pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope) e por homens de outros grupos da Polícia Militar do Rio de Janeiro.

Por volta das 7h desta quarta-feira (15/05/2019), um casal entrou no prédio após conversar com policiais responsáveis pela operação no local, mas não há informações se seriam parentes de André Luiz ou Luciana, conforme informou o veículo.

Algumas pessoas ligadas ao casal foram ouvidas e informaram que André Luiz tem ameaçado a companheira há cerca de um ano. Ela teria prestado uma queixa contra ele na Delegacia da Mulher, mas não se separou porque tinha medo do militar. Luciana é professora e o casal tem dois filhos gêmeos de 11 anos.