Surtado, homem mantém mãe e irmãs reféns em apartamento na Asa Norte

Os policiais entraram no imóvel pela varanda, por meio de escada do Corpo de Bombeiros, e conseguiram render o suspeito

Material cedido ao MetrópolesMaterial cedido ao Metrópoles

atualizado 23/11/2018 13:04

O Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar foi acionado, na manhã desta sexta-feira (23/11), para atender uma ocorrência na qual um homem mantinha a mãe e duas irmãs como reféns dentro de um apartamento. Ele usava uma faca e ameaçava se matar. O caso ocorreu no segundo andar do Bloco B da 711 Norte.

Os policiais entraram no imóvel pela varanda, por meio de escada do Corpo de Bombeiros, e conseguiram render o rapaz com uma arma de choque. As vítimas foram liberadas. A mãe passou mal e está sendo atendida no local pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

De acordo com o comandante do grupo de intervenção do Bope, capitão Marlon Leal, o homem foi identificado como Emanuel Gonzaga. Ele foi levado ao hospital após ter um surto psicótico. “Tivemos informações de que esse rapaz é esquizofrênico e faz uso de medicamentos controlados. Ele ameaçava cometer suicídio quando tivemos a oportunidade de disparar com o taser e imobilizá-lo, sem que ele sofresse ferimentos. As outras vítimas também não sofreram qualquer tipo de lesão”, pontuou.

O terror durou em torno de uma hora – das 8h às 9h. Após o homem surtar, as vítimas se trancaram na varanda. Segundo vizinhos, que não quiseram se identificar, Emanuel tentou atacar a mãe com uma faca. “Ela só sobreviveu porque se defendeu com a tábua de passar roupa”, afirmou uma mulher. A ocorrência foi registrada na 5ª Delegacia de Polícia (Área Central).

A vizinhança não soube dar muitos detalhes sobre a família. Mas informou que o homem é muito calado e “não tem contato com ninguém dos arredores”. “Só pude ver ele descendo com os braços amarrados. Estava em surto. Durante o ocorrido, as pessoas ficaram conversando com ele pra ver se ficava mais calmo”, disse outra testemunha.

Nessa quarta-feira (21), mais um susto em um prédio, dessa vez, na 214 Sul. Por volta de 3h40, um homem disparou tiros de dentro do apartamento, causando pânico na vizinhança. O suspeito foi levado para a 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) e ficou preso por porte ilegal de arma de fogo e posse de substância entorpecente.

De acordo com informações da Polícia Militar, uma equipe foi acionada para averiguar denúncia de tiroteio na quadra. Ao indagarem o porteiro sobre os disparos, a equipe da PMDF foi informada que os tiros partiram de um dos apartamentos. Os militares subiram até o imóvel e bateram na porta.

Ao atender a porta, o homem informou que havia um ladrão dentro do apartamento. Os militares fizeram uma vistoria e não acharam ninguém. No entanto, a arma de fogo foi encontrada com todas as seis cápsulas deflagradas. Os militares também apreenderam cocaína no apartamento.

 

Últimas notícias