Gritos, correria e desespero: veja vídeo do ataque a escola em Suzano

As imagens mostram alunos caídos no chão e uma grande quantidade de sangue espalhada pelo local. Colégio abriga mais de 1 mil alunos

Werther Santana/Estadão ConteúdoWerther Santana/Estadão Conteúdo

atualizado 13/03/2019 16:29

Minutos após o ataque a tiros a uma escola, na manhã desta quarta-feira (13/3), na cidade de Suzano, a 50 km de distância de São Paulo, um cenário de horror se formou no colégio Raul Brasil, que abriga mais de 1 mil alunos.

As imagens mostram alunos caídos no chão e uma grande quantidade de sangue espalhada pelo local. Na gravação, é possível ver ao menos cinco corpos nos corredores da escola.

Estudantes correm no pátio gritando em direção a pessoa que está gravando. Em desespero, uma aluna pede socorro. “Me ajuda, meu Deus”, gritou, ao sair correndo.

Entenda o caso
Morreram, vítimas do ataque, sete crianças, que eram alunas da escola, os dois atiradores e também um funcionário do colégio, cuja identidade ainda não foi revelada.

Os dois atiradores que invadiram a escola usavam máscaras e tocas. Uma das balaclavas tinha o desenho de uma caveira na região da face. Ambos também usavam relógios virados para baixo.

Em duas décadas, ao menos 22 pessoas morreram por esse tipo de crime. O número fica ainda maior com o caso registrado na cidade de Suzano. Escolas, igrejas e até um cinema já foram alvo de atiradores.

Últimas notícias