Governo envia Força Nacional de Segurança Pública em apoio ao Acre

Medida visa ajudar estado nas atividades de bloqueio excepcional e temporário de entrada de estrangeiros no país pela fronteira com o Peru

atualizado 18/02/2021 8:04

GefronJairo Barbosa/Sejusp

O Ministério da Justiça e Segurança Pública autorizou, nesta quinta-feira (18/2), o envio da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) ao estado do Acre. O objetivo é auxiliar as agências de segurança pública estaduais nas atividades de bloqueio excepcional e temporário de entrada de estrangeiros no país, com duração de 60 dias, de 18 de fevereiro até 18 de abril.

O prazo do apoio prestado pela Força Nacional de Segurança Pública poderá ser prorrogado, se necessário e solicitado.

O Acre decretou estado de emergência em razão das enchentes dos rios, de problemas com a pandemia de Covid-19, do surto de dengue e da crise migratória na fronteira com o Peru.

Assis Brasil, município que faz fronteira com o Peru, vive hoje uma crise migratória com centenas de pessoas tentando atravessar a Ponte da Integração em direção ao país vizinho. A cidade é também a que conta com o maior número de infectados pela Covid-19 no Acre, em termos proporcionais.

Segundo o governo, quase 400 pessoas de diversas nacionalidades, principalmente haitianos, tentam sair do Brasil em direção ao Peru, que fechou a fronteira. Os imigrantes então montaram um acampamento na Ponte da Integração, na Estrada Intereoceânica, e se recusam a sair dali.

O governador do Acre, Gladson Cameli (PP), se reúne nesta quinta-feira com o ministro da Economia, Paulo Guedes, em Brasília.

A portaria autorizando o emprego da FNSP foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta e é assinada pelo ministro André Mendonça.

Veja a íntegra:

Últimas notícias