Governo aguarda dados de estados para formalizar compra da Coronavac

Após receber a informação, o órgão deve formalizar pedido de compra de doses da Coronavac ao Instituto Butantan, fabricante das vacinas

atualizado 25/01/2022 11:34

Dose da vacina CoronaVac contra Covid-19Vinícius Schmidt/Metrópoles

O Ministério da Saúde espera receber, até o fim desta terça-feira (25/1), informações dos estados sobre o quantitativo de vacinas Coronavac nos estoques de cada secretaria de saúde para a vacinação de crianças e adolescentes de 6 a 17 anos de idade contra a Covid.

Após receber a informação, o órgão deve formalizar pedido de compra de doses da Coronavac ao Instituto Butantan, fabricante das vacinas.

A estimativa do Ministério da Saúde é de que os estados tenham cerca de 6 milhões de vacinas guardadas. No entanto, o número ainda não foi fechado, pois algumas unidades da federação não enviaram dados ao governo federal.

Covid-19: o que se sabe até agora sobre a vacinação de crianças:

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

Na última sexta-feira (21/1), o Ministério da Saúde enviou ofício ao Butantan questionando a quantidade de doses que o órgão tinha em estoque. Em resposta, o laboratório informou que contava com 7 milhões de unidades da Coronavac.

A expectativa é de que o governo federal feche acordo com o laboratório para adquirir as doses. Para os estados sem o imunizante no estoque, ou com menos de 400 mil doses, a pasta elaborou uma pauta de distribuição emergencial e vai enviar o suficiente para imunizar 10% de toda a população da faixa etária.

O uso da Coronavac em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos de idade foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na última quinta-feira (20/1).

Na sexta, o Ministério da Saúde incluiu o imunizante no Programa Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO).

Mais lidas
Últimas notícias