Governador do RJ e Freixo trocam farpas em meio à crise em Petrópolis

O comandante do Palácio Guanabara, Cláudio Castro (PL), e o deputado federal Marcelo Freixo (PSB) são pré-candidatos ao governo do estado

atualizado 18/02/2022 18:37

Governador Cláudio Castro e os 28 prefeitos dos municípios que estão na concessão dos serviços de saneamento. Aline Massuca/ Metrópoles

Rio de Janeiro – Em meio à catástrofe que deixou mais de 120 mortos e 218 desaparecidos em Petrópolis, o governador do Rio, Cláudio Castro (PL), usou suas redes sociais, nesta sexta-feira (18/2), para atacar a ida do deputado federal Marcelo Freixo (PSB) ao município. Castro o comparou ao personagem Zé do Caixão.

“Você é o maior oportunista que eu conheci em toda a minha vida! Você só sabe fazer politicagem em cima do sangue e da tragédia das pessoas! É uma espécie de Zé do Caixão da política”, escreveu Castro. Ambos são pré-candidatos ao governo do Rio.

Freixo não perdeu tempo e rebateu, pregando “união”. “Não é hora de atacar e brigar. Aceite ajuda rapidamente de quem oferecer, mantenha a serenidade e vamos ao trabalho”, postou.

Nesta sexta-feira (18/2), Freixo apresentou na Câmara dos Deputados um projeto para mudar a cobrança do laudêmio, a chamada “taxa do príncipe”, pago por parte da população de Petrópolis aos herdeiros de dom Pedro II. O percentual, de 2,5%, é cobrado na compra e venda de imóveis em uma região específica.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
0

“Deixa a gente trabalhar em paz e volte para o seu mundo encantado do Copacabana Palace! Aliás, você apareceu em Petrópolis três dias depois da tragédia! Imagina se a população precisasse de você, Zé do Caixão!”, escreveu o governador em outra postagem.

Nesta sexta-feira, o presidente Jair Bolsonaro sobrevoou o município. A União vai liberar R$ 500 milhões para cidades atingidas pelas chuvas, mas ainda não foi anunciado quanto será destinado a Petrópolis.

Veja as imagens da força da água em Petrópolis:

Mais lidas
Últimas notícias