GO: homem é preso acusado de matar cadela com cabo de vassoura; vídeo

Segundo polícia, crime é inafiançável. Homem matou o animal e jogou o corpo em um lote baldio em frente à casa em que mora em Goiânia

atualizado 07/12/2021 16:17

goias homem mata cadela pauladasReprodução

Goiânia – Um homem de 31 anos, identificado como Ismael Souza Chagas, foi preso em flagrante acusado de matar uma cadela a pauladas, na capital goiana. Conforme consta nos autos, o animal foi morto com um golpes efetuados com um cabo de vassoura.

Segundo informações da Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), o homem está preso e o crime é inafiançável. Com isso, ele pode pegar até cinco anos de reclusão, caso seja condenado.

O caso aconteceu na tarde dessa segunda-feira (6/12), no Residencial Itamaracá, em Goiânia. Em depoimento, o autor do crime informou que em um momento de fúria, acertou o animal com um cabo de vassoura, sem a intenção de matar, no entanto, a cadela da raça Shih-Tzu não resistiu.

Veja o vídeo:

Fuga

O homem chegou a falar para a namorada, dona da cachorrinha, que ela tinha fugido e chegou a forjar uma situação em que ajudou a mulher a procurar pela cadela. Ela só descobriu a verdade ao olhar imagens de câmera de segurança de uma vizinha. Pelas imagens, ela viu que o homem jogou o animal já morto em um lote baldio, em frente a casa.

A polícia foi chamada e o homem foi conduzido à Central de Flagrantes de Goiânia. De acordo com familiares o homem reclamava que a namorada dava mais atenção ao animal e por ciúmes ele teria cometido o crime.

Perversidade

Ao Metrópoles, o titular da Dema, delegado Luziano Carvalho, informou que a Lei 14.064/2020 aumentou a pena para quem maltratar cães e gatos. A partir de agora, quem comete esse crime pode punido com 2 a 5 anos de prisão e multa. Nos casos de morte do animal, a pena pode ser aumentada.

O investigador ressalta ainda que o homem está preso e o crime é inafiançável. “Foi uma atitude perversa”, diz o delegado.

Mais lidas
Últimas notícias