Gleisi propõe que torcidas organizadas recebam verbas de jogos

Presidente do PT propôs emenda ao PL do Mandante, que foi aprovado na Câmara, mas sua ideia foi rejeitada

atualizado 14/07/2021 19:04

Marcos Oliveira/Agência Senado

O Projeto de Lei 2.336/21, que é conhecido como PL do Mandante e trata da venda dos direitos de transmissão de eventos esportivos, foi aprovado nesta quarta-feira (14/7) na Câmara dos Deputados. Durante a tramitação do projeto, a deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), propôs uma emenda para destinar parte do lucro dos jogos de futebol para as torcidas organizadas, mas o texto foi rejeitado pelos parlamentares.

Em postagem no Twitter, a presidente nacional do PT justificou a emenda dizendo que as torcidas organizadas “fazem a festa nas nossas arenas e desenvolvem muitas ações sociais junto aos participantes”.

Nas respostas à postagem, Gleisi recebeu muitas críticas, porque é comum o envolvimento dessas organizações em violentas brigas que, não raro, resultam em mortes. Em São Paulo, por exemplo, as autoridades proíbem há vários anos a divisão de torcidas em clássicos.

O PL do Mandante determina que o time da casa passe a ter o direito de negociar isoladamente a transmissão da partida. Até agora, os dois envolvidos têm direitos de imagem e transmissão.

Veja a postagem de Gleisi e uma das críticas:

Aprovado na Câmara por 432 votos a 17, o PL do Mandante segue para apreciação pelo Senado Federal.

Mais lidas
Últimas notícias