Garcia: Doria tem “espírito público” e “continua ao nosso lado em SP”

Doria disse que deve ajudar Garcia na disputa eleitoral, enquanto atual governador evitou responder se ele estará em seu palanque

atualizado 24/05/2022 15:15

Pablo Jacob /Governo de São Paulo/Divulgação

São Paulo – O governador Rodrigo Garcia (PSDB) afirmou nesta terça-feira (24/5) que João Doria “sempre teve o desprendimento necessário em favor de causas coletivas” e que não se surpreendeu com a sua desistência da disputa à presidência da República. Garcia chamou a atitude de “um passo atrás em nome da unidade da terceira via” para possibilitar “uma candidatura mais competitiva”.

“A sua decisão pode ter surpreendido as pessoas que não te conhecem, mas todos que convivem com você sabem que você sempre teve um espírito público e um desprendimento necessário em favor das causas coletivas”, disse Garcia, em evento do Grupo de Líderes Empresariais (LIDE), realizado em um hotel em São Paulo.

Doria fez sua primeira aparição pública neste encontro, de surpresa, após a desistência – sua presença não havia sido divulgada.

Ao ex-governador, Garcia acrescentou: “Esse gesto seu de ontem foi um gesto mais uma vez de buscar no senso coletivo uma alternativa para nosso tão amado Brasil. Mais uma vez, você mostra desprendimento, mostra para aqueles que muitas vezes personalizavam as suas ações que você efetivamente luta pelo Brasil dando um passo atrás, deixando a política de lado para buscar alternativas, se é que elas existem”.

Doria no palanque?

Questionado se Doria o ajudará na campanha, o governador evitou responder. A alta rejeição do ex-governador tem feito Garcia se descolar de seu antecessor e os dois nunca participaram de atos juntos desde que Garcia assumiu o Palácio dos Bandeirantes.

“Eu sou sucessor de Doria, trabalhei no governo, eu vou defender o nosso legado e defender as nossas ações. E ele continua dando sugestões a mim e a outros membros do PSDB sobre como gerir um estado como São Paulo e fazer uma boa gestão pública. Vamos, no momento certo, discutir a campanha. No mês de julho, no momento da convenção, nós vamos definir a melhor estratégia para a campanha em São Paulo”, falou.

O governador ainda elogiou a senadora Simone Tebet (MDB), que deve ser a escolhida para ser a candidata única da composição entre PSDB, MDB e Cidadania para a presidência da República.

“A senadora Simone tem o meu respeito, foi uma grande senadora, uma grande prefeita, tem atributos para representar bem essa terceira via e naturalmente agora PSDB, Cidadania e MDB vão discutir. Eu espero até que essa discussão produza o nome de uma candidatura única que mobilize outros partidos que ainda não tomaram essa decisão a também apoiar esta candidatura”, acrescentou.

Doria, por sua vez, disse que deve ajudar o atual mandatário paulista a se reeleger. “O Rodrigo Garcia merece apoio, é o candidato mais preparado e com melhores condições para dar continuidade ao trabalho que ele já vem realizando brilhantemente em São Paulo. Terá o meu apoio”, disse.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias