Fora do grupo de risco, fotógrafo teria sido vacinado contra Covid-19 em PE

O Ministério Público de Pernambuco (MP-PE) abriu investigação para apurar imagens que circulam na web; profissional não esclareceu o caso

atualizado 19/01/2021 19:01

Fotógrafo é vacinado contra o coronavírus em PernambucoReprodução

O Ministério Público de Pernambuco (MP-PE) abriu, nesta terça-feira (19/1), investigação para apurar, nos âmbitos civil e criminal, suposta vacinação contra o novo coronavírus de uma pessoa fora do grupo de prioridades.

Imagens que circulam nas redes sociais mostram um fotógrafo da Prefeitura de Jupi, no agreste do estado, na manhã desta terça, recebendo o que seria uma dose da Coronavac, imunizante do Instituto Butantan em parceira com a chinesa Sinovac.

Nas imagens, o fotógrafo aparece segurando a mão da secretária municipal de Saúde, Nadir Ferro, enquanto uma outra pessoa lhe aplica uma vacina. Posteriormente, há uma foto do homem segurando um cartão da campanha de vacinação do estado.

À TV Asa Branca, afiliada da Globo, o profissional disse se tratar de uma brincadeira, mas não esclareceu se era, de fato, a vacina contra a Covid-19.

Em nota, o MP-PE informou que o procurador-geral de Justiça de Pernambuco, Paulo Augusto de Freitas Oliveira, “entrou em contato com a colega e disponibilizou a equipe do Centro Operacional de Apoio às Promotorias de Defesa da Saúde [CAOP Saúde] e seus assessores para o apoio necessário. Além disso, acompanhará a apuração do fato, a fim de também adotar as medidas que se fizerem necessárias na esfera criminal, na hipótese de haver envolvimento de agente com prerrogativa de foro”.

Já a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) disse, também em nota, que “vai solicitar apoio ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e à Secretaria de Defesa Social para que o caso seja investigado e, se confirmada a imunização fora do grupo prioritário, com desvio de finalidade, os responsáveis sejam punidos”.

Últimas notícias