Filha de Flordelis é barrada ao tentar visitar a mãe em penitenciária

Justiça autorizou que três parentes possam visitar a ex-deputada, acusada de ser a mandante da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo

atualizado 12/10/2021 13:08

Flordelis; Segundo a ex-mulher de Anderson, antes de se casarem, o pastor e a deputada mantinham caso extraconjugalIgor Estrela/Metrópoles

Rio de Janeiro – Isabel, filha da ex-deputada federal Flordelis dos Santos de Souza foi barrada no Instituto Penal Talavera Bruce, no Complexo de Gericinó, na zona oeste, quando tentava visitar a mãe, mesmo com autorização da Justiça. Como revelou o Metrópoles no dia 7, as visitas para a ex-parlamentar estariam autorizadas a partir desta terça-feira (12/10).

De acordo com a defesa de Flordelis, um funcionário da penitenciária informou para Isabel que o impedimento para a visitação seria uma ordem judicial. No entanto, a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) informou que as visitas só podem ser realizadas após a publicação das autorizações no site da pasta, o que deveria ter acontecido nesta segunda-feira (11/10). De acordo com a Seap, as autorizações devem ser publicadas nos próximos dias.

0

As visitas só podem acontecer, ainda de acordo com a pasta, após esta publicação, medida usada para liberar o acesso à unidade enquanto o departamento responsável não emite da carteira de visitante para as pessoas autorizadas.

A ex-deputada está presa desde o dia 5 de agosto, acusada de ser a mandante da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo, em 2019. Ela será submetida à júri popular com mais nove réus.

A mãe de Flordelis seria uma das pessoas autorizadas a visitá-la, assim como a filha, Isabel. Já o atual companheiro da pastora, o produtor de artistas gospel Allan Soares, de 25 anos, teve o pedido de autorização para visitas negado. Os pedidos de visita para Flordelis foram protocolados na segunda-feira (5/10) por seus advogados.

O Metrópoles solicitou informações sobre o entreve na autorização de visitas para a ex-deputada ao Tribunal de Justiça, mas não teve retorno do órgão até a publicação desta reportagem.

Últimas notícias