Flordelis entra na Justiça para ter direito à visita na prisão

Companheiro da ex-deputada, o produtor de artistas gospel Allan Soares, 25 anos, foi barrado pela Secretaria de Administração Penitenciária

atualizado 07/10/2021 9:40

Novo companheiro de Flordelis, Allan Soares foi apresentado à família em fevereiroReprodução redes sociais

Rio de Janeiro – Os advogados da ex-deputada Flordelis dos Santos Souza, de 60 anos, entraram com pedido no Tribunal de Justiça para ela ter direito à visita no Instituto Penal Talavera Bruce, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu. A ação foi protocolada na segunda-feira (5/10). Ela está presa desde o dia 5 de agosto no Rio de Janeiro, acusada de ser a mandante da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo, em junho de 2019.

“É inadmissível que qualquer preso, especialmente quem sequer tenha sido condenado, seja impedido de ter contato com pessoas que possam auxiliar neste momento. Estamos reforçando os inúmeros pedidos formais e verbais no sentido de que a Flordelis tenha direito à visitação, tanto de seus familiares quanto de amigos”, afirmou o advogado Rodrigo Faucz.

0

No mês passado, o companheiro da ex-parlamentar, o produtor de artistas gospel Allan Soares, de 25 anos, foi barrado para visita pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). Ao todo, pelo menos, três pedidos de visitas foram negados pela pasta.

“Manter a acusada afastada de amigos e familiares viola os direitos mínimos garantidos pela Constituição, bem como diversos tratados
internacionais de Direitos Humanos”, alega o da defesa pedido ao qual o Metrópoles teve acesso em um dos trechos.

Acusação

Flordelis foi denunciada à Justiça pelo Ministério Público acusada de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo. A ex-deputada alega inocência, mas por ordem da Justiça vai para o banco dos réus na 3ª Vara Criminal de Niterói com mais nove acusados e será submetida a júri popular.

Últimas notícias