Estados e DF recebem 7,6 milhões de vacinas contra Covid até a segunda

Unidades serão entregues aos estados e ao Distrito Federal até a segunda-feira (21/6). Vacina distribuída é a AstraZeneca

atualizado 20/06/2021 11:43

vacinação são pauloFábio Vieira/Metrópoles

O Ministério da Saúde inicia, neste domingo (20/6), a distribuição de 7,6 milhões de doses da AstraZeneca, produzidas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). As unidades serão entregues aos estados e ao Distrito Federal até a segunda-feira (21/6).

Segundo o órgão, as doses são destinadas ao segundo reforço de idosos entre 60 e 64 anos de idade, trabalhadores da saúde, agentes das forças de segurança e salvamento e integrantes das Forças Armadas.

“A estratégia de distribuição é definida em reuniões entre União, estados e municípios, observando as confirmações do cronograma de entregas por parte dos laboratórios. O objetivo é garantir a cobertura do esquema vacinal no tempo recomendado de cada imunizante: no caso da vacina da Fiocruz, o intervalo é de 12 semanas”, informou a pasta, em nota.

0

De acordo com a pauta de distribuição elaborada pelo Ministério da Saúde, os estados da região Norte receberão, ao todo, 460 mil doses do imunizante. O Nordeste ficará com 1.778.000 unidades do fármaco.

Os estados do Sudeste receberão, ao todo, 3.617.510 vacinas e os do Sul ficarão com 1.287.500 unidades. Ao Centro-Oeste serão entregues 541.500 imunizantes.

Veja o documento na íntegra:

24_Informe_Tcnico by Rebeca Borges on Scribd

Vacinação

Até sábado (19/6), o Ministério da Saúde havia distribuído 115,1 milhões de doses de vacinas aos estados. Dessas, 85,3 milhões já foram aplicadas. De acordo com o órgão, 61,2 milhões de brasileiros foram contemplados com a primeira dose.

No entanto, apenas 24,1 milhões de pessoas receberam os dois reforços da vacinação. É importante ressaltar que a eficácia das vacinas contra a Covid-19 é atingida somente após a administração das duas doses de vacinas.

No momento, o Brasil imuniza a população com três imunizantes contra a Covid-19: AstraZeneca e Pfizer, que têm registro definitivo aprovado, e Coronavac, autorizada para uso emergencial.

Últimas notícias