Enfermaria de campanha com 60 leitos é montada em hospital de Manaus

Estrutura deve ser entregue no início da próxima semana. Manaus enfrenta colapso na rede de saúde em decorrência da Covid-19

atualizado 15/01/2021 12:04

Uma enfermaria de campanha começou a ser montada na área externa do Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Delphina Aziz, em Manaus (AM). Cerca de 20 toneladas de material para a instalação da estrutura chegaram até a região na quinta-feira (14/1), em ação dos governos estadual e federal e das Forças Armadas.

Tendas, leitos, macas, equipamentos hospitalares e instrumentos para a instalação de uma miniusina de oxigênio foram alguns dos aparelhos que chegaram nos primeiros contêineres.

O espaço terá 60 leitos clínicos para atender pacientes. A previsão é de que a enfermaria seja entregue no início da próxima semana.

A estrutura foi disponibilizada pelo governo federal, mas a gestão dos profissionais de saúde que atuarão no espaço será coordenada pelo governo do Amazonas, em parceria com o Ministério da Saúde.

0
Ocupação de leitos

De acordo com a Fundação de Vigilância em Saúde, da secretaria de Saúde do Amazonas, o estado tem 91,2% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados.

Enquanto isso, os leitos clínicos para pacientes de Covid-19 estão com 93,7% da capacidade ocupada.

Em todo o estado, 219.544 pessoas já contraíram a doença e 5.879 morreram. Os dados foram atualizados pela última vez no dia 13 de janeiro.

Colapso

O ano de 2021 começou com um colapso na rede de saúde de Manaus. Na quinta-feira (14/1), hospitais do município ficaram sem oxigênio para atender pacientes de Covid-19.

O resultado foi um cenário de guerra, com profissionais de saúde implorando a entrega de oxigênio para salvar os pacientes. A Força Aérea Brasileira (FAB) iniciou, nesta sexta-feira (15/1), uma operação para transportar pacientes de Manaus para outros estados do Brasil

De acordo com o Ministério da Defesa, há voos programados de Manaus com destino a São Luís (MA), Teresina (PI), Natal (RN), João Pessoa (PB), Brasília (DF) e Goiânia (GO).

No total, 235 pacientes serão levados a outras unidades da Federação, segundo a Secretaria de Saúde do Amazonas. Os aviões também transportarão profissionais de saúde.

 

 

Últimas notícias