Enem 2019: meio ambiente e até app de namoro foram temas de prova

Questões contextualizaram temas como meio ambiente, química orgânica, uso de agrotóxicos e vacinas e até aplicativo de namoro

Jacqueline Lisboa/Especial para o MetrópolesJacqueline Lisboa/Especial para o Metrópoles

atualizado 10/11/2019 17:40

Os candidatos que compareceram à segunda etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), neste domingo (10/11/2019), já podem deixar os locais de prova. A permissão de saída, sem o caderno de questões, foi liberada às 15h30, segundo o Ministério da Educação (MEC). Já para deixar a sala com o teste em mãos é necessário permanecer em sala de aula, pelo menos, até às 18h. Foram 45 questões sobre ciências da natureza e 45 sobre matemática.

Segundo candidatos, a prova do segundo dia trouxe 90 itens que contextualizaram temas como meio ambiente, química orgânica, uso de agrotóxicos e vacinas e até aplicativo de namoro.

Prova “puxada”, mas boas questões

Aluno do curso de Educação no Campo na Universidade de Brasília, Marlos Sousa, 25 anos, saiu uma hora após a liberação. Apesar de não ter levado o caderno para casa, ele confia que vai obter nota suficiente para conquistar uma vaga na segunda graduação. “Meu curso é integral, sob regime de alternância e há outras áreas que quero aprofundar, como a comunicação”, destacou.

Na opinião do estudante, a prova aplicada neste domingo, de matemática e ciências exatas, foi mais fácil de fazer que a primeira etapa, com questões de ciências humanas, linguagens, além de redação sobre a democratização do cinema.

Para o aspirante a uma vaga de medicina, o estudante Arthur Nascimento Queiroz, 17 anos, a prova deste domingo foi “mais puxada”.

No entanto, ele acredita que as questões foram bem elaboradas. “Gostei da prova. A questão que falava do aplicativo de namoro, por exemplo, pedia um cálculo que envolvia a distância necessária para dar match em três pessoas, localizadas em pontos diferentes. Teve contexto”.

Camilla Cavalcante, 17 anos, achou a prova cansativa e o texto dos enunciados, extenso. Apesar das dificuldades, acredita que terá um desempenho positivo. O que só deve descobrir em fevereiro, quando ocorrerá a divulgação das notas, já que optou por sair sem o caderno.

“Fico nervosa corrigindo a prova com o gabarito. Prefiro aguardar e ver o que vai dar”. Quem sair a partir das 18h com o caderno em mãos poderá conferir o desempenho com o gabarito oficial que, segundo o Ministério da Educação, será divulgado na quarta-feira (13/11/2019).

Últimas notícias