Emprego: mutirão oferece 1 mil vagas em bares e restaurantes de Goiânia

Setor está com 1 mil vagas em aberto para contratação imediata, com salários de até R$ 5 mil. Mutirão receberá currículos nesta quinta (9/9)

atualizado 08/09/2021 12:58

homem mexendo em copoRafaela Felicciano/Metrópoles

Goiânia – Bares e restaurantes de Goiânia estão com 1 mil vagas de emprego abertas. Nessa quinta-feira (9/9), os sindicatos das empresas e dos funcionários do setor farão um mutirão para receber currículos e direcionar os interessados para as respectivas vagas.

As oportunidades variam em 24 diferentes funções, como auxiliar de cozinha, garçom, churrasqueiro, pizzaiolo e outras (veja lista abaixo). Os salários vão de R$ 1.270 a R$ 5 mil. A maioria das vagas exige experiência, mas algumas serão ofertas para primeiro emprego.

Entre 9h e 16h desta quinta, o Sindicato dos Bares e Restaurantes de Goiânia (Sindibares) e o Sindicato dos Empregados no Comércio Hoteleiro em Goiás (Sechseg) farão o Mutirão do Emprego, na sede do Secheseg, que fica na Rua 20 nº 283, no Centro.

As vagas são para contratação imediata. Os interessados deverão ir ao local, onde poderão preencher um cadastro para concorrer ao emprego. Equipes dos sindicatos estarão disponíveis para fazer a orientação e receber os currículos.

Veja a lista de vagas disponíveis:

Auxiliar de serviços gerais/limpeza – 100 vagas
Auxiliar de cozinha – 150 vagas
Cozinheiro – 100 vagas
Cumim – 80 vagas
Garçom – 40 vagas
Copeiro – 50 vagas
Barman – 50 vagas
Churrasqueiro – 30 vagas
Auxiliar de expedição delivery – 30 vagas
Entregador – 50 vagas
Operador de Caixa – 50 vagas
Açougueiro – 20 vagas
Confeiteiro – 10 vagas
Auxiliar de pizzaiolo – 30 vagas
Auxiliar de sushiman – 20 vagas
Petisqueiro – 30 vagas
Pizzaiolo – 30 vagas
Sushiman – 10 vagas
Estoquista – 20 vagas
Maitre – 10 vagas
Recepcionista – 20 vagas
Gerente operacional – 20 vagas
Chapeiro – 10 vagas

Retomada

O setor, que foi um dos mais afetados durante a pandemia, atribui a contratação de novos empregos ao avanço da vacinação contra a Covid-19 e à consequente retomada das atividades, com as flexibilizações das regras sanitárias.

Para o presidente do Sindibares Goiânia, Newton Pereira, muitas empresas tiveram que demitir e agora estão mais confiantes voltando a contratar novos funcionários.

O presidente do Sechseg, Marlos Luz, conta que a entidade recebe, diariamente, centenas de trabalhadores que ficaram desempregados durante a pandemia e que agora, enfim, surgiu a oportunidade de recolocá-las no mercado.

Mais lidas
Últimas notícias