Em reunião com Bolsonaro, bancada do agronegócio expressa apoio a Lira

Deputado Neri Geller disse que frente está 80% alinhada ao presidente. Encontro também teve a presença da ministra da Agricultura

atualizado 22/01/2021 12:23

Reprodução/Instagram

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se reuniu na manhã desta sexta-feira (22/1) com deputados federais da bancada do agronegócio e a ministra da Agricultura, Tereza Cristina. Registros do café da manhã, realizado na residência oficial do Palácio da Alvorada, foram divulgados pelas redes sociais de deputados presentes, mas não estava previsto na agenda do presidente.

Após o encontro, o vice-presidente da frente, deputado Neri Geller (PP-MT), disse que ao menos 80% da diretoria da Frente Parlamentar do Agronegócio (FPA) está alinhada com o presidente.

“Nós estamos alinhados com o presidente da República, estamos alinhados sim, ao menos 80% da diretoria [da FPA] está alinhada com o presidente Bolsonaro e alinhada também com o seu candidato a presidente da Câmara”, disse Geller à CNN Brasil.

Os representantes da frente também expressaram apoio ao candidato do Palácio do Planalto na eleição interna pela presidência da Câmara, o deputado Arthur Lira (PP-AL). Lira, que é o líder do Centrão, concorre à cadeira de presidente da Casa na eleição marcada para o início de fevereiro. Seu principal adversário na disputa é o presidente nacional do MDB, deputado Baleia Rossi (SP), que é apoiado pelo atual comandante da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Bolsonaro vinha cobrando esse apoio dos parlamentares. Parte do grupo, liderado pelo deputado Sérgio Souza (MDB-PR), apoia Baleia Rossi na eleição interna da Câmara.

Nesta sexta, o vice-presidente citou alguns projetos prioritários apoiados pela frente, como o licenciamento ambiental e a regularização fundiária, que, segundo ele, podem ser impulsionados por Lira.

“É importante que nós viemos colocar esse apoio, trabalhando para trazer mais apoio ao nosso candidato [Arthur Lira], que ele possa ser vitorioso para ajudar nessas pautas que são importantes: licenciamento ambiental, regularização fundiária, que são temas que interessam ao governo, mas que interessam à economia do país. Então, é nessa linha que viemos declarar ao presidente Bolsonaro que a frente parlamentar, se não toda ela, mas a grande maioria dos seus membros estão alinhados nesse projeto na presidência da Câmara”, reforçou Geller.

A frente parlamentar é composta por 245 deputados e 39 senadores, sendo considerada uma das mais influentes e atuantes do Congresso Nacional. O grupo apoia Bolsonaro desde a campanha de 2018.

O deputado Evair de Melo (PP-ES), um dos vice-líderes do governo na Câmara, elogiou o governo federal pelo diálogo com o Congresso.

“O presidente é de origem política. Então, o presidente tem respeitado muito o Parlamento. Ele tem dado autonomia ao Parlamento. O presidente é sempre muito respeitoso”, elogiou Evair.

0

 

 

 

Últimas notícias