Pré-candidato ao governo da BA, João Roma troca Republicanos pelo PL

Ministro da Cidadania vai se filiar ao partido do presidente Jair Bolsonaro para disputar o governo da Bahia em outubro

atualizado 25/03/2022 10:43

Marcos Corrêa/PR

O ministro da Cidadania, João Roma, anunciou nesta sexta-feira (25/3) a saída do Republicanos para filiação ao PL, partido do presidente Jair Bolsonaro. O ato deve ser oficializado no próximo domingo (27/3), em evento nacional do partido em Brasília (DF).

Roma vai disputar o governo da Bahia em outubro e garantir palanque a Bolsonaro no estado, quarto maior colégio eleitoral do país.

O Republicanos deve apoiar na disputa estadual ACM Neto (União Brasil), padrinho político de Roma e com quem ele rompeu quando decidiu integrar o governo Bolsonaro.

Uma pesquisa divulgada nesta semana pela Quaest mostrou que ACM Neto tem 66% das intenções de voto para o governo baiano e venceria a disputa no primeiro turno. Roma tem apenas 5%. O levantamento foi encomendado pela Genial Investimentos.

Na sequência, aparecem Jerônimo Rodrigues (PT), com 4%, e Kleber Rosa (PSol), com 2%. Brancos, nulos ou que não pretendem votar somam 14% e indecisos são 9%. Como a margem de erro é de 2,9 pontos percentuais, Roma, Rodrigues e Kleber Rosa estão empatados tecnicamente.

A ida de Roma para o Ministério da Cidadania, em fevereiro de 2021, atendeu a um acerto com o Republicanos, no contexto de aproximação do governo federal com as legendas do Centrão.

Mais lidas
Últimas notícias