Lula tem a maior rejeição entre eleitores do DF, seguido por Bolsonaro e Doria, mostra pesquisa Metrópoles/Ideia

O pré-candidato do PT tem 44,8% de rejeição entre os eleitores da capital. Os que declararam não votar em Jair Bolsonaro somam 38,7%

atualizado 01/06/2022 13:03

O ex-presidente Lula em evento, cercado de outras pessoas. Ele usa terno e tem expressão sério - MetrópolesFábio Vieira/Metrópoles

O pré-candidato à Presidência da República pelo Partido dos Trabalhadores, Luiz Inácio Lula da Silva, tem a maior rejeição entre eleitores do Distrito Federal. De acordo com dados da pesquisa exclusiva Metrópoles/Ideia, realizada entre 11 e 16 de maio, 44,8% dos moradores da capital não votariam no petista.

Em segundo lugar quando a pergunta feita aos entrevistados trata de rejeição, está o atual presidente e pré-candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), com 38,7%. O terceiro nome da lista é o de João Doria (PSDB), com 20%.

Atrás de João Doria, está o pedetista Ciro Gomes, com 17,8% de rejeição. Sergio Moro (União) aparece com 10%; Vera Lúcia (PSTU), com 7,1%. José Maria Eymael e Luiz Felipe D’Ávila (Novo), ambos com 6,7%, vêm em seguida.

Aldo Rebelo (PDT) e André Janones (Avante) têm 6,4%; Eduardo Leite (PSDB) soma 6,3%; Simone Tebet (MDB) aparece com 6,2%; Sofia Manzano (PCB) está com 5,7%. Leonardo Péricles (UP), 5,6%, e Luciano Bivar (União Brasil), 5%, fecham a lista.

Entre os entrevistados, 4,3% não rejeitam nenhum nome e 8,4% não souberam responder.

O levantamento exclusivo é o primeiro de uma série de nove pesquisas encomendadas pelo Metrópoles ao Instituto Ideia. Os resultados dos questionários para aferir a preferência do eleitorado brasiliense serão divulgados até a véspera do segundo turno. Além da disputa para a Presidência da República, haverá sondagens para o Governo do Distrito Federal (GDF) e para o cargo de senador.

A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%.

Veja:

Metodologia

A pesquisa quantitativa foi realizada com aplicação de questionário estruturado, por meio de inquérito telefônico, com plano amostral e ponderação quanto a sexo, idade, grau de instrução e nível econômico do entrevistado.

As consultas estão registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sob os números BR-04114/2022 e DF-09593/2022. Foram entrevistadas 1,2 mil pessoas de 16 anos ou mais em todas as regiões administrativas do Distrito Federal, com Título de Eleitor, entre os dias 11 e 16 de maio de 2022.

Mais lidas
Últimas notícias