Ibaneis alfineta Tebet: “Se apoiar Lula, vai tomar decisão isolada”

Da mesma sigla de Ibaneis e terceira colocada no primeiro turno das eleições, Simone Tebet ainda não declarou apoio a nenhum dos candidatos

atualizado 05/10/2022 13:20

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Em fala à imprensa após declaração de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PL), o governador reeleito Ibaneis Rocha (MDB) alfinetou a colega de partido e terceira colocada nas disputas presidenciais, Simone Tebet (MDB).

“Ela nunca chegou a me ligar, nem durante o período da eleição. A Simone, como candidata e representante do MDB, não teve diálogo com os governadores. Agora, neste momento, mais uma vez vai tomar uma decisão isolada, se ela for apoiar o presidente Lula”, disse Ibaneis.

O governador do DF analisou que a bancada do MDB na Câmara dos Deputados está mais forte. “E essa bancada vem exatamente de pessoas que votaram com o presidente Bolsonaro. Então, estamos muito tranquilos em relação à decisão”, complementou Ibaneis.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
0

O governador ainda afirmou que teve uma conversa com o presidente da legenda, o deputado federal Baleia Rossi, e ele adiantou que tem a intenção de liberar os integrantes do partido para apoiar quem desejarem no segundo turno do pleito. “Conversei com o Baleia e a decisão do MDB é exatamente liberar os governadores e os eleitos para apoiar quem quiserem”, disse o gestor.

Ida ao Palácio da Alvorada

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB) declarou, na manhã desta quarta-feira (5/10) apoio ao presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro, no segundo turno do pleito, no qual ele disputará a cadeira do Palácio do Planalto com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“É um apoio que vai de coração. Vamos correr às ruas do Distrito Federal com a população, em especial a mais carente, para que consigamos os votos para reeleger o presidente Jair Bolsonaro”, pontuou. “Essa é uma parceria efetiva e nós vamos trabalhar muito para reeleger o senhor”, disse Ibaneis.

Da mesma sigla de Ibaneis, a terceira colocada no primeiro turno das eleições, Simone Tebet, ainda não declarou apoio a nenhum dos presidenciáveis. A legenda também não comunicou oficialmente qual será a posição no segundo turno.

Mais lidas
Últimas notícias