Bolsonaro nega haver “fome para valer” no Brasil: “Não como é falado”

Presidente confrontou dados recentes que apontam cerca de 33,1 milhões de pessoas no país sem ter o que comer diariamente

atualizado 26/08/2022 20:36

Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (PL), que é candidato à reeleição, negou nesta sexta-feira (26/8) que parte da população brasileira enfrente “fome para valer”. Segundo o mandatário, os dados atuais não refletem a realidade do país. Para Bolsonaro, a fome “não existe da forma como é falado”.

Durante participação no Ironberg Podcast, realizado por fisiculturistas, o atual titular do Palácio do Planalto disse que o Auxílio Brasil, programa social que substituiu o Bolsa Família, garante R$ 20 por dia a mais de 20 milhões de beneficiários.

“Fome no Brasil, fome para valer, não existe da forma como é falado. O que é extrema pobreza? É você ganhar até 1,9 dólar por dia, isso dá R$ 10. O Auxílio Brasil são R$ 20 por dia. Quem, porventura, está no mapa da fome, pode se cadastrar e vai receber, não tem fila o Auxílio Brasil. São 20 milhões de famílias que ganham isso daí. Esse discurso de 30 milhões passando fome não é verdade esse número. Você pode ver quem diz isso. Não vou falar quem é o cara, vocês sabem quem é”, afirmou Bolsonaro durante o bate-papo.

Veja o momento:

De acordo com levantamento divulgado em junho, porém, o Brasil tem cerca de 33,1 milhões de pessoas sem ter o que comer diariamente — quase o dobro do contingente em situação de fome estimado em 2020.

Os dados são do 2º Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, realizado pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede PENSSAN). Em abril deste ano, o primeiro levantamento apontava que o país tinha 19 milhões de brasileiros passando fome.

Na conversa desta sexta, o presidente disse: “Se eu for a qualquer padaria aqui, não tem ninguém ali pedindo para você comprar um pão para ele. Isso não existe. Eu falando isso estou perdendo votos, mas a verdade você não pode deixar de dizer”.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
0

Inflação

O IPCA de julho, considerado a inflação oficial do país, registrou percentual de 0,68%. O valor representa queda. No entanto, a inflação acumulada nos últimos 12 meses é de 10,07%. De janeiro a julho, a inflação acumulada é de 4,77%. Vale lembrar que, quanto maior a inflação, menor o valor de compra do cidadão.

Mais lidas
Últimas notícias