Aécio se reúne com FHC e Temer para defender nome de Leite ao Planalto

Ida de Aécio a São Paulo é mais um problema para João Doria em sua disputa interna para se manter como pré-candidato do PSDB à Presidência

atualizado 18/04/2022 17:13

O deputado federal Aécio Neves cumprimenta o ex-presidente Michel Temer num escritório cheio de livros nas prateleiras - MetrópolesDivulgação

O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) esteve em São Paulo nesta segunda-feira (18/4) para defender a “unidade da terceira via” em encontros com caciques do PSDB e MDB, mas jogou contra os pré-candidatos “oficiais”.

O parlamentar mineiro se encontrou, em momentos diferentes, com os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Michel Temer (MDB), mas não defendeu nem o nome de João Doria, escolhido nas prévias de seu partido, nem o da senadora Simone Tebet, lançada pelo MDB.

Aécio defende o nome do ex-governador gaúcho Eduardo Leite (PSDB) como o nome de “consenso” dos partidos que tentam compor uma alternativa à polarização entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL).

Aécio e FHC se reúnem em São Paulo

“O deputado Aécio Neves tem defendido que o ex-governador Eduardo Leite é quem tem hoje as melhores condições de liderar o centro democrático, por sua baixa rejeição e pela exitosa experiência administrativa em seu estado”, informou a assessoria de Aécio, que ainda não tornou públicos seus próprios planos para as eleições deste ano.

A movimentação de Aécio em São Paulo é mais uma dificuldade para Doria, que pode ter ganho as prévias, mas está em guerra interna com o presidente nacional do partido, Bruno Araújo, que também não é entusiasta de sua pré-candidatura.

FHC tem defendido publicamente o respeito à escolha por Doria. Ele e Temer não se pronunciaram após os encontros com Aécio.

Mais lidas
Últimas notícias