Eduardo Bolsonaro volta a criticar urna eletrônica e pede voto impresso

Em publicação no Twitter, o deputado federal disse que o voto impresso garante "uma eleição mais transparente"

atualizado 29/11/2020 11:56

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL – SP) criticou mais uma vez, no Twitter, o uso da urna eletrônica sem voto impresso nas eleições. Em publicação na manhã deste domingo (29/11), o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que o voto impresso garante uma “eleição mais transparente”.

Eduardo defendeu que o voto seja feito por meio do equipamento eletrônico, depois impresso e depositado em uma segunda urna. “Com o voto impresso não se leva nenhum comprovante para casa mostrando em quem você votou, ainda há como se auditar a eleição e apuração segue rápida”, escreveu o deputado federal.

No primeiro turno das eleições, Eduardo Bolsonaro havia defendido o voto impresso por meio da urna eletrônica. Na época, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, criticou o modelo de votação e garantiu que o uso da urna eletrônica é seguro.

Últimas notícias