Covas diz que vice precisa esclarecer acusações de violência doméstica

Vereador Ricardo Nunes foi acusado pela esposa em 2011. Para prefeito, qualquer tipo de violência contra a mulher é inaceitável

atualizado 16/10/2020 15:10

São Paulo – O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou nesta sexta-feira (16/10) que é inaceitável qualquer tipo de violência contra a mulher.

O tucano foi questionado por jornalistas sobre as acusações contra candidato a vice, Ricardo Nunes (MDB), de violência doméstica e ameaça feitas pela esposa do vereador em 2011, segundo informações do jornal Folha de S.Paulo.

Para Covas, o caso a ser respondido tanto por Nunes como pela esposa, com quem o vereador segue casado até hoje. “O que eu vi hoje foram alguns vídeos e manifestações de que nada aconteceu, a não ser um desentendimento do casal. Então, fico muito tranquilo em relação a isso”, afirmou. 

O prefeito aproveitou para criticar o candidato Márcio França (PSB). Em 2018, o então governador disse que a Polícia Militar poderia ser mais eficiente se não tivesse que atender a tantas brigas domésticas.

0

Primeiro, quero enfatizar que eu não sou daqueles, como a gente já ouviu alguns candidatos dizerem, que acha que o poder público não precisa intervir em caso de violência doméstica. É inaceitável qualquer tipo de violência, é inaceitável qualquer tipo de violência contra a mulher”, afirmou Covas.

O prefeito visitou na manhã desta sexta-feira o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Álcool e Drogas III da Vila Leopoldina, na zona oeste da cidade de São Paulo.

Últimas notícias