Além de não apoiar Boulos em São Paulo, Márcio França ataca o PSol

Candidato do PSB que ficou em terceiro na eleição paulistana reagiu a pressões do partido para ajudar campanha de Guilherme Boulos

atualizado 21/11/2020 11:18

Candidato do PSB à Prefeitura de São Paulo, Márcio FrançaRafaela Felicciano/Metrópoles

São Paulo – Terceiro colocado na eleição municipal de 2020 na capital paulista com 13,64% dos votos, Márcio França (PSB) está indo de esperança da campanha de Guilherme Boulos (PSol) de apoio no segundo turno para aliado (ainda que não declarado) do tucano Bruno Covas.

Após se negar a acompanhar o partido no apoio ao psolista dizendo que não aceita “empurrões”, o ex-governador paulista (que assumiu porque era vice de Geraldo Alckmin, do PSDB) usou as redes sociais na manhã deste sábado para atacar o PSol.

“Façam o que falo, mas não façam o que eu faço”, postou França, com imagem de uma notícia sobre a eleição em Maceió (AL), onde o partido de Boulos decidiu não apoiar João Henrique Caldas, do PSB, no segundo turno contra Alfredo Gaspar, do MDB.

A atitude de França, escolhido por 728.441 paulistanos no primeiro turno, frustra os planos da esquerda de formar uma frente ampla para tentar uma virada na eleição paulistana. Boulos tem o apoio formal do PSB e também do PT, PDT, Rede, PCdoB e UP.

0

O instituto Datafolha divulgou no fim da tarde dessa quinta-feira (19/11) a primeira pesquisa de intenções de voto para o segundo turno na capital paulista. Segundo o levantamento, o prefeito e candidato à reeleição Bruno Covas tem 58% das intenções de votos válidos. O desafiante Guilherme Boulos ficou com 42%.

O candidato do PSol disse na sexta (20/11) que contava não só com o apoio, mas com a presença de Márcio França na campanha de segundo turno.

“O Márcio fez uma campanha no primeiro turno também antiDoria, porque viu que a prefeitura de São Paulo se tornou quase um puxadinho do Palácio dos Bandeirantes e quem dá as cartas é o Doria, então tenho expectativa que o Márcio esteja conosco nos próximos 10 dias”, disse o psolista, em evento em que celebrava o apoio inclusive do PSB nacional, mas também de partidos como PT, PCdoB e PDT.

Veja a postagem de Márcio França no Twitter neste sábado:

Últimas notícias