Pedidos de reaplicação do Enem 2020 devem ser feitos até sexta-feira

Podem fazer a solicitação estudantes com diagnósticos de Covid-19 ou aqueles prejudicados por problemas logísticos, como salas lotadas

atualizado 25/01/2021 8:42

Candidatos chegam na entrada para o segundo dia de prova do Enem na universidade Cruzeiro do Sul, na avenida Paulista, região central de São Paulo, nesta tarde de domingo (24)Fábio Vieira/Metrópoles

Candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 impedidos de fazer as provas nos últimos dois domingos terão entre esta segunda (25/1) e sexta-feira (29/1) para pedirem a reaplicação da prova.

A solicitação deve ser feita pela Página do Participante. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela aplicação do exame, o sistema abrirá às 12h desta segunda.

Estão aptos a fazer os pedidos os estudantes que tiveram diagnóstico de Covid-19 ou aqueles que foram prejudicados por problemas logísticos, como salas lotadas.

A reaplicação ocorrerá nos dias 23 e 24 de fevereiro. Os pedidos serão analisados caso a caso, até o dia 12 de fevereiro.

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, reafirmou que os inscritos barrados por não haver espaço suficiente nas salas de aula, em decorrência da adoção de medidas sanitárias para evitar a disseminação do novo coronavírus, não precisam apresentar nenhum documento da situação.

Conforme Lopes havia afirmado ao Metrópolesos inscritos terão apenas que relatar o ocorrido, e o Inep irá conferir se as informações batem com as registradas nas atas das salas em que as provas foram aplicadas.

Ao todo, 18.210 inscritos pediram a reaplicação em razão de doenças infectocontagiosas, como a Covid-19. Na coletiva de imprensa realizada no domingo (24/1), o Inep divulgou que 13.716 pedidos já foram deferidos. No caso de infecção pelo novo coronavírus, os candidatos precisam apresentar documento com as seguintes informações:

  • Nome completo;
  • Diagnóstico com a descrição da condição;
  • Código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10);
  • Assinatura e identificação do profissional competente, com o respectivo registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente; e
  • Data do atendimento.

O documento deve ser anexado em formato PDF, PNG ou JPG, no tamanho máximo de 2 MB.

Abstenção recorde

No primeiro dia de aplicação de provas, os ausentes representaram 51,5%. Já no segundo dia, no último domingo (24/1), uma quantidade ainda maior não compareceu: 55,3%.

Em números absolutos, 2.470.396 pessoas compareceram às provas e 3.052.633 faltaram. Ao todo, eram esperados 5,5 milhões candidatos. Os dados excluem os inscritos do Amazonas e de duas cidades de Rondônia, onde os testes não foram aplicados em decorrência de decisões judiciais e municipais por causa da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o presidente do Inep, no último domingo, 1.274 participantes foram eliminados por descumprirem as determinações do edital, e houve 14 ocorrências médicas.

Últimas notícias