Novo ministro da Educação não tem pós-doutorado em universidade alemã

"Carlos Decotelli não obteve nenhum título na nossa universidade", informou a instituição em nota enviada ao Metrópoles

atualizado 29/06/2020 13:14

Reprodução/FNDE

O novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli da Silva, não possui pós-doutorado pela Universidade de Wüppertal, na Alemanha, ao contrário do informado em seu currículo. Ele assumiu a pasta na última quinta-feira (25/06) no lugar do ex-ministro Abraham Weintraub.

“Carlos Decotelli não obteve nenhum título na nossa universidade”, informou a instituição, em nota enviada ao Metrópoles (leia a íntegra no final desta matéria). O ministro apenas conduziu pesquisas por um período de três meses, em 2016, segundo a universidade.

No currículo, disponível na plataforma lattes, Decotteli informa, porém, que “realizou seu pós-doutorado na Bergische Universität Wuppertal, na Alemanha”, além de um “doutorado em Administração pela Universidade Nacional de Rosário (Argentina)”.

A informação de que o ministro tem doutorado também foi questionada. Quem revelou foi o próprio reitor da Universidade Nacional de Rosário, Franco Bartolacci, em publicação feita na semana passada em uma rede social. Mais tarde, Decotteli admitiu o erro e disse que iria alterar o currículo.

O pós doutorado é uma modalidade de pesquisa que não é padronizada e não representa um grau a mais que o doutorado. As universidades, em geral, entendem como pós-doutorado uma pesquisa após a conclusão do doutorado. Não há um diploma, mas sim um certificado. No caso específico, até mesmo o doutorado do novo ministro foi questionado, dessa vez por uma universidade da Argentina.

“Tendo trabalhado como professor de gestão de riscos em derivativos no agronegócio em vários cursos no Brasil, construiu um projeto de pesquisa intitulado ‘Sustentabilidade e Produtividade na automação de máquinas agrícolas’, que foi submetido à Bergische Universitat Wuppertal, na Alemanha, tendo por base pesquisa específica que teve o apoio da empresa Krone”, informou o MEC, em nota.

0

“A universidade alemã aceitou apoiar o projeto, considerando a relevância do tema, a conclusão e a aprovação em todos os créditos obtidos no curso de Doutorado em Administração na Universidade de Rosário e seus 30 anos de atuação como conceituado professor no Brasil”, prosseguiu.

Íntegra da nota da Universidade de Wüppertal

“Prof. Dr. Carlos Decotelli veio em 2 de janeiro de 2016 por três meses para uma pesquisa sob a orientação da Profa. Dra. Brigitte Wolf. Mais recentemente, ela foi professora de Teoria do Design até 2017, com foco: Metodologia, planejamento, estratégia da Universidade de Wuppertal e está agora classificada como professora emérita. Decotelli não adquiriu um título em nossa universidade. A universidade não reconhece o título atribuído ao dr. Decotelli no Brasil”.

Últimas notícias