Nomeado na gestão Weintraub, presidente da Capes é demitido

Ministério da Educação não informou motivo da exoneração. Capes é responsável por fomentar e consolidar a pós-graduação no Brasil

atualizado 12/04/2021 15:15

Benedito Guimarães NetoDivulgação/Mackenzie

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, demitiu, nesta segunda-feira (12/4), o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Benedito Guimarães Aguiar Neto.

A exoneração foi confirmada pelo MEC, que, em nota, agradeceu a dedicação e o empenho de Benedito Aguiar na presidência da fundação. A exoneração ainda não foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

O Metrópoles questionou o MEC sobre os motivos da demissão de Aguiar Neto, mas não teve retorno até a última atualização deste texto.

Ao jornal O Globo, o agora ex-presidente da Capes disse não ter sido informado sobre o motivo da baixa.

“[O ministro] só me comunicou que eu ia ser exonerado, mas não me apresentou motivo. Aí tem que perguntar para ele”, declarou.

A Capes é responsável pelo fomento e a consolidação da pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) no Brasil, com atuação em todo o território brasileiro.

Benedito Guimarães Aguiar Neto assumiu o cargo em janeiro de 2020, na gestão do então ministro Abraham Weintraub.

Desde que entrou no MEC, em julho de 2020, Milton Ribeiro tem trocado o comando de algumas pastas estratégicas.

Leia a íntegra da nota do MEC:

NOTA À IMPRENSA

O Ministério da Educação informa a exoneração do presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível Superior (Capes), Benedito Guimarães Aguiar Neto, nesta segunda-feira (12).

O Ministro da Educação, Milton Ribeiro, agradece a dedicação e o empenho de Benedito Aguiar na presidência da fundação vinculada ao MEC.

Últimas notícias