Enem: Inep amplia apuração sobre “inconsistências”

Governo promete informar nesta segunda-feira quantos candidatos foram prejudicados. Inscrições no Sisu estão mantidas para terça

ReproduçãoReprodução

atualizado 20/01/2020 8:23

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) promete divulgar nesta segunda-feira (20/01/2020) informações mais completas sobre a falha na correção de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que afetaram as notas de um número ainda desconhecido de candidatos. O órgão admitiu que busca “possíveis inconsistências” na correção de provas “tanto no primeiro quanto do segundo dia”.

O Ministério da Educação não mudou o cronograma e manteve para a próxima terça-feira (21/01/2020) o início das inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que usa as notas do Enem para distribuir candidatos em cursos nas universidades públicas.

O titular da pasta, Abraham Weintraub, postou vídeo no Twitter neste domingo (19/01/2020) para mostrar que a equipe do Inep continua trabalhando. “Reafirmo: nenhum candidato será prejudicado”, garantiu ele.

O número de candidatos que tiveram a nota alterada por problemas na correção (em princípio, a troca de gabaritos) foi estimado entre 9 mil e 40 mil pessoas, mas não há confirmação. O Inep pediu para que estudantes que acreditam ter sido prejudicados enviem e-mail para o endereço enem2019@inep.gov.br.

Últimas notícias