Para celebrar as duas décadas de existência do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), uma grande comemoração está programada para o próximo dia 20, às 11h da manhã, na sede do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Na ocasião, será lançado um documentário para contar a história da maior prova realizada no país.

As homenagens para marcar a data incluem reverências aos chamados “pioneiros do Enem” – funcionários que acompanham o exame desde a sua criação, ainda como uma prova de avaliação do ensino no país, antes de ser tornar o principal instrumento de acesso ao Ensino Superior atualmente.

“Será uma grande festa”, disse ao Metrópoles a presidente do Inep, Maria Inês Fini, sobre a expectativa quanto ao lançamento do “Enem 20 anos – um exame do tamanho do Brasil”, produzido pela TV Escola, do Ministério da Educação. “Acho que a credibilidade do exame junto à sociedade ao longo desses anos é o principal ponto destacado em toda a história do Enem”, completou a presidente da autarquia responsável pelo exame.

Com depoimentos de estudantes, professores, autoridades e colaboradores, o documentário retrata desde a criação do exame e as principais transformações ao longo dos anos até a visão privilegiada dos bastidores de todo o aparato logístico e de segurança envolvendo a maior avaliação educacional do Brasil.

Enem 2018
Na edição de 2018, o Enem teve 5,5 milhões de estudantes inscritos em mais de 1,7 mil municípios. No Distrito Federal, são 106.308 participantes nesta edição. Neste domingo (11/11), ocorre o segundo dia de provas, com 45 perguntas de matemática e outras 45 relacionadas a ciências da natureza.

A região Sudeste tem 36,6% dos 5,5 milhões de inscritos, seguida pelo Nordeste, com 32,8%. As mulheres representam 59% dos participantes. Além disso, 58,7% dos inscritos já concluíram o ensino médio, enquanto 29,7% estão cursando o último ano em 2018. Os “treineiros”, participantes que fazem o Enem em busca de uma autoavaliação, representam 10,6% dos inscritos de 2018.