Enem 2019: saiba como enfrentar a segunda etapa dos exames

Neste ano, são cerca de 5,1 milhões inscritos e as provas são realizadas em 1.727 cidades em todo o país

atualizado 10/11/2019 10:11

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Neste domingo (10/11/2019), será aplicada a segunda etapa do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem 2019, composta por duas provas objetivas: ciências da natureza e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias. Serão 90 questões de múltipla escolha e os candidatos disporão de 5 horas para respondê-las. É bom ficar atento: os portões abrem às 12h e fecham pontualmente às 13h, no horário de Brasília.

Em 2019, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela prova, são cerca de 5,1 milhões de candidatos inscritos e as provas são realizadas em 1.727 cidades. Ao candidato que passou o ano se preparando, a dica, agora, é manter a calma e ficar seguro do que estudou.

O Enem teve início no último domingo (03/11/2019), com a redação, cujo tema foi Democratização do acesso ao cinema no Brasil, e as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias e ciências humanas e suas tecnologias.

Segundo a tendência do primeiro dia de exame, “as provas deste domingo prometem ser um pouco menores, com textos mais enxutos”, diz o professor de física Leonardo Gomes, do curso on-line Descomplica.

Interpretação de texto
Mas isso não pode fazer com que os estudantes descuidem da interpretação de texto. “É importante buscar nos textos partes que importam [para a resolução da questão] e não sejam levados por palavras que não servem para nada”, acrescenta.

“O desperdício de tempo é um grave problema. A cada 30 minutos, quando o fiscal tirar o papelzinho do tempo, o candidato tem que ter marcado 10 questões”, recomenda o professor. Para isso, a dica é buscar sempre as questões mais fáceis e, depois, voltar nas questões difíceis.

No segundo dia de prova, é importante também repetir o que funcionou no primeiro, segundo o professor. “Distribuição do tempo de prova, chegada ao local do exame. Fazer do mesmo jeito para não ter problema e não chegar atrasado. Ir com calma, que vai dar tudo certo”, sugere o professor de matemática do colégio Marista João Paulo II, em Brasília, Leonardo Simões.

Mas é preciso, também, verificar alguns pontos extraprovas que necessitam atenção especial, como locais e horários dos exames, material para levar ou ser evitado, documentos exigidos etc.

Sem descuidos
Afinal, um descuido bobo, na reta final, pode colocar a perder todos os esforços de um ano de concentração e estudos.

Para ajudar os candidatos nos momentos que antecedem a segunda fase, o Metrópoles preparou um roteiro sobre tudo o que é necessário fazer para obter êxito no Enem 2019. Confira:

Datas, horários* e duração das provas

10 de novembro

  • Ciências da natureza e suas tecnologias.
  • Matemática e suas tecnologias.

Duração: 5 horas

  • 12h – Abertura dos portões.
  • 13h – Fechamento dos portões.
  • 13h a 13h30 – Procedimentos de segurança na sala de prova.
  • 13h30 – Início das provas.
  • 18h30 – Término das provas.

* Horário de Brasília.

Locais das provas

O Inep divulgou no dia 16 de outubro o Cartão de Confirmação da Inscrição do Enem, em que os estudantes podem consultar os locais onde farão o exame.

O cartão pode ser consultado na Página do Participante, na internet, ou pelo aplicativo do Enem, disponível para download nas plataformas Apple Store e Google Play. Para acessar o cartão, o participante precisa informar a senha cadastrada na hora da inscrição no Enem 2019. O Inep divulgou um vídeo orientando aqueles que perderam a senha sobre como recuperá-la.

Os estudantes podem conferir, no cartão, o número da sala onde farão o exame; a opção de língua estrangeira feita durante a inscrição; e o tipo de atendimento específico e especializado com recursos de acessibilidade, caso tenham sido solicitados e aprovados, entre outras informações.

Esqueceu a senha? Tranquilo. Veja o que fazer

  • Acesse o site do Enem.
  • Entre na página do participante.
  • Responda o teste das imagens.
  • Digite seu CPF.
  • Selecione a opção “esqueci minha senha” (disponível ao lado direito da página, no canto inferior).
  • Você quer alterar o e-mail ou receber a senha no e-mail cadastrado? Escolha uma das opções.
  • Se o problema for com o e-mail que você cadastrou (caso não se lembre o endereço ou não consiga mais acessá-lo, por exemplo), insira os dados pessoais solicitados e informe um novo e-mail.
  • A senha será enviada para este novo e-mail.

O que o candidato pode levar para o local de prova?

Obrigatório

  • Caneta esferográfica de tinta preta e fabricada em material transparente.
  • Documento oficial de identificação original com foto.

Aconselhável

  • Cartão de confirmação de inscrição.
  • Declaração de comparecimento impressa para assinatura do chefe de sala (caso precise do documento).

Documentos válidos

  • Cédulas de identidade expedidas por Secretarias de Segurança Pública, Forças Armadas, Polícia Militar e Polícia Federal.
  • Identidade expedida pelo Ministério da Justiça para estrangeiros, inclusive aqueles reconhecidos como refugiados.
  • Carteira de Registro Nacional Migratório.
  • Documento Provisório de Registro Nacional Migratório.
  • Identificação fornecida por ordens ou conselhos de classes que por lei tenha validade como documento de identidade.
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social.
  • Certificado de Dispensa de Incorporação.
  • Certificado de Reservista.
  • Passaporte.
  • Carteira Nacional de Habilitação com fotografia.
  • Identidade funcional.

É bom ter atenção para:

Quem chegar ao local de provas sem um documento válido, deverá aguardar uma possível entrega do documento fora do local de provas.

Não será aceito qualquer documento em formato eletrônico. Quem perdeu ou teve o documento roubado, deverá apresentar um Boletim de Ocorrência expedido por órgão policial há, no máximo, 90 dias do primeiro domingo de aplicação.

Tá, mas o que o candidato não pode levar?

  • Borracha.
  • Corretivo.
  • Chave com alarme.
  • Artigo de chapelaria.
  • Impressos e anotações.
  • Lápis.
  • Lapiseira.
  • Livros.
  • Manuais.
  • Régua.
  • Óculos escuros.
  • Caneta de material não transparente.
  • Dispositivos eletrônicos (wearable tech, calculadora, agendas eletrônicas, telefones celulares, smartphones, tablets, IPods, gravadores, pen drive, mp3, relógio e alarmes).
  • Fones de ouvido ou qualquer transmissor, gravador ou receptor de dados, imagens, vídeos e mensagens.

Como consigo a Declaração de Comparecimento?

Os candidatos que precisarem confirmar que estiveram presentes na aplicação do Enem nas datas estabelecidas devem providenciar a Declaração de Comparecimento impressa e pegar a assinatura do coordenador de local de prova.

A declaração do segundo dia de prova está disponível na  Página do Participante, no site do Inep, e é responsabilidade do inscrito levá-la impressa neste domingo.

Não largo do meu celular. Posso levá-lo?

Poder, pode. Mas não pode utilizá-lo. Ao entrar no local da prova, você receberá um envelope para guardar todos os itens “proibidos”. Lacre-o e o mantenha sob a carteira. “Deixem em casa ou desliguem o celular. Se tocar, a pessoa será desqualificada e não vai poder fazer a prova”, alertou, no último dia 1º de novembro, o ministro da Educação, Abraham Weintraub.

E se bater aquela fome? Posso levar comida?

Pode. Não se esqueça de levar água – sempre em garrafa plástica transparente. É bom se hidratar sempre. Mas sem exagero, para não bater aquela vontade do xixi. Alimentos leves, como barrinhas de cereais, castanhas, amendoim e frutas, assim como chocolate, são ideais para matar a fome e recompor as energias.

Hummm… e o que devo vestir? Alguma restrição?

Comecemos pelo que não vestir: bonés, viseiras, chapéus, óculos de sol e itens que cubram o cabelo e orelhas podem valer uma eliminação. Artigos religiosos como burca são permitidos, mas serão vistoriados. De resto, fique à vontade, principalmente em lugares muito quentes: bermudas, regatas e chinelos são permitidos.

E o que pode me eliminar do Enem?

Bate na madeira, pé de pato, mangalô três vezes! Fique atento a todas as regras estabelecidas pelo Inep e mostradas aqui que não haverá problemas. E lembre-se: não inicie a prova antes do aplicador autorizar e não se comunique com outras pessoas durante os exames.

Pronto, fiz as provas. E o gabarito?

Acabou o Enem e deu tudo certinho para você? Então é só esperar mais um pouquinho: os gabaritos e cadernos de questões serão divulgados no dia 13 de novembro. Já os resultados estão previstos para janeiro de 2020 para os participantes regulares. Em março de 2020, sairão os resultados dos candidatos “treineiros”.

Mas atenção: a partir das 20h deste domingo de Enem, o Metrópoles divulgará para você o gabarito não oficial das provas.

Boa sorte!

(Com Agência Brasil)

Últimas notícias