Capes desbloqueia 1,2 mil bolsas suspensas após cortes na Educação

Órgão relatou que os recursos serão mantidos por se tratarem de "programas de excelência"

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 13/05/2019 23:52

Após anunciar, na última quinta-feira (09/05/2019), a suspensão da concessão de novas bolsas de mestrado e doutorado em universidades pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), o governo federal resolveu liberar 1.224 bolsas de pesquisa de programas com notas 6 e 7, os conceitos mais elevados na avaliação da coordenação.

Segundo relataram coordenadores e universitários ao O Globo, os auxílios estavam presentes no sistema na manhã desta segunda-feira (13/05/2019).

A Capes informou também que devolveu outras 100 bolsas destinadas a doutorandos que estão retornando do exterior para concluir suas pesquisas.

Das 4.798 bolsas congeladas na semana passada, por, segundo a Capes, serem “ociosas”, restam cerca de 3,5 mil ainda bloqueadas.

Questão econômica
O órgão relatou que as bolsas foram devolvidas por se tratarem de “programas de excelência”. Segundo a Capes, a medida não será retomada de uma forma geral, pois “depende da questão econômica”.

De acordo com a instituição, casos de pesquisadores que estavam prestes a receber o auxílio após terem sido aprovados em editais serão analisados individualmente.

Últimas notícias